Biblioteca da Fundação para a Ciência e a Tecnologia Library of Fundação para a Ciência e a Tecnologia
Biblioteca da FCT

A Biblioteca da FCT, composta por quatro coleções, coloca à disposição dos seus leitores um importante conjunto de recursos de informação essencialmente vocacionados para a história das políticas de ciência e tecnologia no contexto nacional e internacional, no século XX. FCT’s library makes its holdings available for researchers interested in information resources essentially focused on the history of science and technology policies within a national and international context, in the XXth century.

A Coleção da FCT é constituída por periódicos e monografias, especializadas em gestão e políticas de ciência e tecnologia, história institucional, e ainda em disciplinas como a história das ciências e das tecnologias. A coleção inclui também edições dos extintos Instituto Nacional de Investigação Científica (INIC) e Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica (JNICT), obras que abrangem um leque muito variado de temas e áreas científicas. The library collection features journals, monographs, books and various other publication types on management and policies of science and technology, institutional history and history of science and technology.

Pode também ser consultada a Coleção Planos de Fomento e a Biblioteca David Ferreira que é constituída pela Coleção Augusto Pires Celestino da Costa e Coleção José Francisco David Ferreira. FCT’s library holds as well a collection of editions published by the extinct National Institute of Scientific Research (INIC) and National Board of Scientific and Technological Research (JNICT). These books comprise a wide range of scientific fields and are also available for consultation.

Os nossos livros...

Our books...

Sugestões de leitura Reading suggestions

A nova inteligência por Daniel H. Pink. A nova inteligência por Daniel H. Pink.

No livro A Nova Inteligência, Daniel Pink defende que para alcançar o sucesso temos de treinar o lado direito do cérebro. Nesse sentido o futuro e o sucesso pessoal e profissional serão mais favoráveis a um novo perfil de pessoas: os designers, os inventores, os criativos, contadores de histórias, por serem pessoas imaginativas, intuitivas, capazes de gerar empatia e emoções. No livro A Nova Inteligência, Daniel Pink defende que para alcançar o sucesso temos de treinar o lado direito do cérebro. Nesse sentido o futuro e o sucesso pessoal e profissional serão mais favoráveis a um novo perfil de pessoas: os designers, os inventores, os criativos, contadores de histórias, por serem pessoas imaginativas, intuitivas, capazes de gerar empatia e emoções.

Contudo o autor reforça que mesmo as pessoas que apresentam um perfil mais racional e lógico podem desenvolver estas competências. Contudo o autor reforça que mesmo as pessoas que apresentam um perfil mais racional e lógico podem desenvolver estas competências.

Nesse sentido, identifica um conjunto de exercícios simples que permitem treinar o lado direito do cérebro e apresenta aqueles que considera serem os novos seis pilares do sucesso: Design, História, Sinfonia, Empatia, Diversão e Sentido. Nesse sentido, identifica um conjunto de exercícios simples que permitem treinar o lado direito do cérebro e apresenta aqueles que considera serem os novos seis pilares do sucesso: Design, História, Sinfonia, Empatia, Diversão e Sentido.

A invenção da ciência por David Wootton. A invenção da ciência por David Wootton.

Em 2017 é lançada em Portugal esta obra fundamental e de referência de David Wootton que vem modificar a forma como percecionamos esta transformação do que é a ciência. Em 2017 é lançada em Portugal esta obra fundamental e de referência de David Wootton que vem modificar a forma como percecionamos esta transformação do que é a ciência.

O autor é muito minucioso em termos de conteúdo e defende que a descoberta da América é um momento de viragem, em que a humanidade deixa de viver centrada no passado e passa a acreditar que é possível adquirir novo conhecimento. Na verdade, o autor introduziu mesmo o conceito de descoberta e abriu o caminho à invenção da ciência. O autor é muito minucioso em termos de conteúdo e defende que a descoberta da América é um momento de viragem, em que a humanidade deixa de viver centrada no passado e passa a acreditar que é possível adquirir novo conhecimento. Na verdade, o autor introduziu mesmo o conceito de descoberta e abriu o caminho à invenção da ciência.

David Wootton defende que a revolução científica que ocorreu neste período foi decisiva e condicionou a forma como vemos o mundo nos dias de hoje e a forma como vivemos a vida. Numa escrita clara e fluente convida o leitor a embrenhar-se na história. David Wootton defende que a revolução científica que ocorreu neste período foi decisiva e condicionou a forma como vemos o mundo nos dias de hoje e a forma como vivemos a vida. Numa escrita clara e fluente convida o leitor a embrenhar-se na história.