Biblioteca da Fundação para a Ciência e a Tecnologia Library of Fundação para a Ciência e a Tecnologia
Biblioteca da FCT

A Biblioteca da FCT, composta por quatro coleções, coloca à disposição dos seus leitores um importante conjunto de recursos de informação essencialmente vocacionados para a história das políticas de ciência e tecnologia no contexto nacional e internacional, no século XX. FCT’s library makes its holdings available for researchers interested in information resources essentially focused on the history of science and technology policies within a national and international context, in the XXth century.

A Coleção da FCT é constituída por periódicos e monografias, especializadas em gestão e políticas de ciência e tecnologia, história institucional, e ainda em disciplinas como a história das ciências e das tecnologias. A coleção inclui também edições dos extintos Instituto Nacional de Investigação Científica (INIC) e Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica (JNICT), obras que abrangem um leque muito variado de temas e áreas científicas. The library collection features journals, monographs, books and various other publication types on management and policies of science and technology, institutional history and history of science and technology.

Pode também ser consultada a Coleção Planos de Fomento e a Biblioteca David Ferreira que é constituída pela Coleção Augusto Pires Celestino da Costa e Coleção José Francisco David Ferreira. FCT’s library holds as well a collection of editions published by the extinct National Institute of Scientific Research (INIC) and National Board of Scientific and Technological Research (JNICT). These books comprise a wide range of scientific fields and are also available for consultation.

Os nossos livros...

Our books...

Sugestões de leitura Reading suggestions

Sei que tudo o que queria dizer/ vai ficar por dizer, assim se inicia o segundo volume da obra poética de Cruzeiro Seixas, último nome do grupo dos surrealistas, falecido em novembro último, pouco antes de completar 100 anos a 3 de dezembro. Sei que tudo o que queria dizer/ vai ficar por dizer, assim se inicia o segundo volume da obra poética de Cruzeiro Seixas, último nome do grupo dos surrealistas, falecido em novembro último, pouco antes de completar 100 anos a 3 de dezembro.

Da poética surrealista, simbiose de automatismo e onírico, cruzou pintura, poesia, escultura ao lado de nomes como Mário Cesariny, António Maria Lisboa ou Fernando Lemos. Cruzeiro Seixas está representado em colecções como as do Museu Nacional de Arte Contemporânea - Museu do Chiado, Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação Cupertino de Miranda. Da poética surrealista, simbiose de automatismo e onírico, cruzou pintura, poesia, escultura ao lado de nomes como Mário Cesariny, António Maria Lisboa ou Fernando Lemos. Cruzeiro Seixas está representado em colecções como as do Museu Nacional de Arte Contemporânea - Museu do Chiado, Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação Cupertino de Miranda.

A edição é da Porto Editora e tem a coordenação de Isabel Meyrelles. A edição é da Porto Editora e tem a coordenação de Isabel Meyrelles.

A revista digital Tictank, disponível em linha, dedicada à investigação científica das tecnologias da informação e respetivos impactos sociais, bem como à partilha dessa informação, tem como tema em dezembro Tendências 2021, designadamente em cibersegurança, direitos de autor, data science, proteção de dados e os media. A revista digital Tictank, disponível em linha, dedicada à investigação científica das tecnologias da informação e respetivos impactos sociais, bem como à partilha dessa informação, tem como tema em dezembro Tendências 2021, designadamente em cibersegurança, direitos de autor, data science, proteção de dados e os media.

Daniel Gomes, gestor do projeto Arquivo.pt (FCT/FCCN) escreve um artigo onde coloca uma questão: “Arquivos online ou do online?”. No capítulo das Artes é apresentado o Manifesto Simbiótico de Leonel Moura que define um novo tipo de arte, segundo o próprio, anunciado por André Breton e desenvolvido parcialmente por Pollock: a arte simbiótica. Daniel Gomes, gestor do projeto Arquivo.pt (FCT/FCCN) escreve um artigo onde coloca uma questão: “Arquivos online ou do online?”. No capítulo das Artes é apresentado o Manifesto Simbiótico de Leonel Moura que define um novo tipo de arte, segundo o próprio, anunciado por André Breton e desenvolvido parcialmente por Pollock: a arte simbiótica.

O download é gratuito e pode ser realizado no sítio eletrónico Tendências 2021. O download é gratuito e pode ser realizado no sítio eletrónico Tendências 2021.